quarta-feira, 3 de setembro de 2014

solem et lunam - o sol e a lua

ela: Luna vitae meae (lua da minha vida)

ele: quia sol et stellae es me (para mim,es o sol e as estrelas)

ela: omnes cosmos (todos os cosmos)

ele: omnia luminaria (toda luz)

ela: omnes gentes (todas as nações)

ele: omnis splendor (todo o brilho)
et refugium meum, (meu refugio)
anima mea, (alma minha)
amor meus  (amor meu)
me sine te esse (sem ti, não sei ser eu)

ela: obliviscaris quomodo ad respirandum (esqueço como se respira)
amor meus (amor meu)

ele: spatio non potuit, quin ut quam primum ad decorem tuum (a distancia não poderia afastar o teu brilho de mim)
soles es et luna (és meu sol e eu sou sua lua)
sine luce non esset me (sem tua luz não haveria um "eu")

ela: luna mea tu es, et in tua suavitate alliciebat inruet (lua minha tu és, sem tua magia, encanto e fascínio)
Nolo (não haveria "eu)
Spatio vacuo (apenas um vácuo no espaço)



</3

terça-feira, 20 de maio de 2014

Porque você quer desistir de tudo ?

Caminhe a uma cabine de bronzeamento e frite a si mesmo por dois ou três dias. Depois que suas bolhas na pele descascarem, role em sal grosso, em seguida puxe sua roupa de baixo de tecido longo em vidro fiado e arame farpado. Depois vista suas roupas normais, desde que elas estejam apertadas.Fume pólvora e vá à escola para saltar através de aros, sentar-se e implorar, e rolar através do comando. Ouça os sussurros que envolvem sua cabeça durante a noite, chamando-te de feia e gorda e estúpida e vadia e puta e o pior de todos —uma decepção. — Vomite e passe fome e corte e beba porque você não quer sentir nada disso. Vomite e passe fome e corte e beba porque você precisa de um anestésico e ele funciona. Por um tempo. Mas, depois o anestésico se transforma em veneno e aí já é tarde demais, por que você o está injetando agora, direto para sua alma. Ele está te apodrecendo e você não pode parar.Olhe-se num espelho e encontre um fantasma. Ouça cada batida de coração cadacoisinha está errada com você.—Por quê? é a pergunta errada.

domingo, 11 de maio de 2014

Estou me revirando por dentro

"Ontem a noite, um momento calmo me fez perceber que não faria sentido pegar as pétalas caídas no chão, porque isso nunca irá florescer novamente, seu passado foi bonito, mas já acabou.
Se lembra que nosso primeiro verão valeu a pena? Cada momento que passamos juntos te fez sorrir, brigas que não nos recordamos, nossas palavras eram cruéis, bancamos os idiotas....Nosso fim começou na mente. E a cada dia se passa lentamente por nós, não há nada que eu possa fazer por nós. Eu sempre te amarei, eu sempre pensarei em você. Mas eu tenho que te dizer agora: No fundo do meu coração, está chovendo, e as nuvens estão me levando para longe de você.
Estou decidida, mas meu coração continua doendo, e parece que não vai parar... A nossa ligação finalmente se partiu.
Adeus, meu amor, acabou"
.

quarta-feira, 12 de março de 2014


sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

DOR - help



O que é a tristeza, afinal?

“Tristeza é quando chove
quando está calor demais
quando o corpo dói
e os olhos pesam
tristeza é quando se dorme pouco
quando a voz sai fraca
quando as palavras cessam
e o corpo desobedece
tristeza é quando não se acha graça
quando não se sente fome
quando qualquer bobagem
nos faz chorar
tristeza é quando parece
que não vai acabar”
Martha Medeiros

"Você meio que representa tudo o que eu desprezo no mundo."

Eu tentei ser luz
Mas nadar contra correnteza é complicado
E eu sou apenas trevas ..
.

domingo, 26 de janeiro de 2014

fotos recentes :)


 Bons hábitos são conseqüências da resistência


A dor é melhor que a culpa


Eu sou o espaço entre as minhas pernas


Ainda não estou lá, 

mas estou mais perto do que ontem



A diferença entre querer e precisar é o 
auto-controle.

Esta sou eu “para todo o sempre”


É na escuridão que eu me encontro 

E é lá que consigo ver a minha verdadeira identidade

Meu amor próprio morreu afogado nas lagrimas de sangue que escorreram sob minhas coxas

Tudo o que eu quero é sonhar novamente

Vozes sussurram o tempo todo

Vem da janela, arrastando pelo chão subindo pelas paredes úmidas

“Eu não sei se vou aparecer mais” 

Olho para um canto escuro da parede que sussurra

Venha para casa

Punhais e álcool estão a me esperar

Essa noite será longa

Nunca me senti assim antes

Minha alma esta dormindo em algum lugar frio e solitário

Ache-me, me pegue pelas mãos e me leve pra casa

Minha vida toda foi uma mentira




"Eu serei o cachorro ao seus pés,
E virei quando você me chamar
Serei o pássaro em seu galho e cantarei para você uma canção
Eu estarei ali para amparar a queda
Apesar de você pisar em mim sem motivo algum."